Análise Masculina
Análise Masculina - Síndrome do pênis pequeno

Síndrome do pênis pequeno. Acabe com suas dúvidas sobre esse assunto.

Aqui está um assunto que posso falar com certa autoridade, pois fui uma vítima desse transtorno.

Durante muito tempo, segui minha vida achando que eu era um infeliz sorteado de ter um pênis pequeno, e que muitos ao meu redor tinham um pênis muito maior que o meu, e eu jamais seria capaz de satisfazer o desejo de alguma mulher na cama.

Certo dia, em uma roda de amigos, ouvi um deles falar uma palavra que me fez estremecer, “Micropênis”, e no comentário desse assunto, fiquei sabendo que só era possível corrigir isso com cirurgia.

Fiquei triste e com medo ao mesmo tempo, não consegui dormir pensando nisso, resolvi então que era hora de procurar ajuda.

Apesar de (na época), meu pênis ser sim, um pouquinho menor que a média, não fui diagnosticado com Micropênis.

Fui diagnosticado com a síndrome do pênis pequeno, e é disso que vamos falar nessa matéria.

– Leia mais sobre a minha história em: Sobre o Autor.

Fiz o possível para trazer a maior quantidade de informações para esclarecer quaisquer dúvidas que você tenha sobre esse assunto.

No final dessa matéria, deixarei uma dica de como consegui aumentar o pênis de forma natural e sem cirurgias.

O que é a síndrome do pênis pequeno

O que é a síndrome do pênis pequeno?

A Síndrome do Pênis Pequeno ou também conhecido como “Ansiedade do Pênis Pequeno” é um transtorno psicológico, um tipo de ansiedade persistente que não reflete o tamanho real do pênis, ou seja, o tamanho ou a forma do pênis é a principal preocupação e causa tremenda vergonha ou desvantagem perante outros.

No mundo médico, a síndrome do pênis pequeno é conhecida como “Transtorno Dismórfico Peniano (PDD – Penile Dysmorphic Disorder)”, uma variante para homens com Transtorno Dismórfico Corporal (TDC).

O TDC é caracterizado como uma doença mental onde o indivíduo acredita ter um defeito em sua aparência ou parte do seu corpo.

No PDD o indivíduo foca exclusivamente no pênis, acreditando ter um pênis vergonhosamente pequeno ou formato anormal, mesmo que não tenha.

Há uma rara exceção que pode incapacitar o homem de ter uma relação sexual normal, no caso o Micropênis, onde o pênis ereto não passa dos 8 cm.

Normalmente o PDD não esta associada ao Micropênis, pois são distúrbios completamente diferentes.

Muitos portadores da síndrome de pênis pequeno acreditam ter um Micropênis, mesmo que o tamanho do seu pênis seja normal.

Sintomas

É muito comum que muitos homens acreditam não ter um pênis grande o suficiente, ainda mais nos dias de hoje, em que a internet dá acesso fácil à pornografia em que atores pornográficos exibem seus membros relativamente avantajados.

Porém, homens com a síndrome do pênis pequeno se preocupam de forma obsessiva e descontrolada com o tamanho do seu pênis.

Vejamos a seguir, alguns sintomas atribuídos à síndrome do pênis pequeno ou PDD:

  • Compara constantemente o tamanho do pênis com de outros homens, inclusive os atores pornôs;
  • Acredita que seu pênis é incomumente pequeno, mesmo que não seja;
  • Distorce completamente as percepções sobre o tamanho do pênis, colocando um valor extremamente alto;
  • Sente-se envergonhado com o tamanho do pênis;
  • Têm dificuldade nas relações sexuais devido à ansiedade com relação ao tamanho do pênis;
  • Têm redução na função sexual, como problemas de ereção e dificuldade de orgasmo;
  • Há casos de depressão e ansiedade severas, retraimento social ou completo isolamento social.

Alguns indivíduos com a síndrome do pênis pequeno também podem apresentar outros sintomas mais relacionadas à TDC. Que podem incluir:

  • Obsessiva preocupação com a sua aparência;
  • Sente que as pessoas as estão encarando ou ridicularizando os supostos defeitos de sua aparência;
  • Têm sofrimento crônico sobre a sua aparência;
  • Têm depressão ou ansiedade ligada a sua aparência.

Por mais que a síndrome do pênis pequeno e o TDC pareçam ter os mesmos sintomas, existem diferenças essenciais.

Caso tenha qualquer um desses sintomas, aconselho buscar ajuda médica o quanto antes.

Tratamento

A princípio é avaliado qual o grau de transtorno que o paciente se encontra.

A maioria dos casos pode ser tratada com psicoterapia e terapia cognitivo-comportamental e em alguns casos o uso de antidepressivo é necessário.

Atenção: O transtorno dismórfico peniano é uma doença crônica, se não forem tratados os sintomas irão persistir ou piorar.

A terapia ajuda o paciente a lidar melhor com pensamentos negativos sobre o seu corpo.

Pessoas com ansiedade leve a moderada podem pesquisar ou se informar sobre dados estatísticos de tamanhos médios de pênis e assim certificar que o tamanho do seu pênis está dentro da média.

pesquisas que demonstram  que a grande maioria das mulheres (heterossexuais) se sentem satisfeitas com o tamanho do pênis de seus parceiros.

Se a preocupação é com o desempenho sexual, o diálogo e o apoio de sua parceira(o) ajudará a restabelecer sua autoconfiança.

Consulte o seu médico para saber sobre encaminhamento a um terapeuta.

Tipos de tratamentos:

  • Terapia Comportamental Cognitiva (TCC): A TCC ajuda o paciente a compreender como seus pensamentos podem afetar seus sentimentos e comportamentos, afim de encontrar maneiras para reduzir sua dor e ansiedade.
  • Controle e gerenciamento dos gatilhos: Há certos gatilhos que podem aumentar a ansiedade em relação ao tamanho do pênis, como: problemas de relacionamento, bullings e pornografia. Saber identificar e gerenciar esses gatilhos irá auxiliar a reduzir os sintomas.
  • Terapia sexual para casais: Quando a ansiedade do tamanho do pênis afeta o relacionamento do casal, o trabalho em conjunto poderá auxiliar à superar a ansiedade e diminuir os sintomas.

Média do tamanho do pênis

Apesar de muitas pessoas acharem que o tamanho normal do pênis seja de 15 cm ou mais, a realidade é muito diferente disso.

A pressão social que um indivíduo sofre devido a esse pensamento, pode aumentar ainda mais a ansiedade para quem sofre algum tipo de transtorno com o tamanho de seu pênis.

Através de uma pesquisas feita em 2014 com dados colhidos de 15.521 homens pôde-se concluir que:

  • O pênis médio flácido é de 9,16 cm, e esticado 13,24 cm de comprimento.
  • O pênis ereto tem em média 13,12 cm ou 5,17 polegadas de comprimento.
  • A circunferência média do pênis flácido é de 9,31 cm e ereto 11,66 cm.
  • Pênis eretos maiores que 15,24 cm são raros.

Outras pesquisas apontam o que se enquadraria como micropênis.

De acordo com um estudo de 2014, definiu-se que é considerado micropênis quando o pênis esticado flácido tiver menos de 7 centímetros de comprimento.

Outra pesquisa realizada com mais de 52.000 homens e mulheres (heterossexuais) demostra que 85% das mulheres entrevistadas estavam satisfeitas com o tamanho do pênis de seus parceiros.

Como consegui aumentar o pênis de forma natural e sem cirurgias

Como prometido, aqui está o produto natural que utilizei para acabar com o meu problema.

O nome dele é Macho Man Adulto e foi o primeiro produto natural que eu comprei para acabar com meu trauma.

Como tive um real aumento do pênis, consegui controlar a ansiedade e tive maior disponibilidade e apetite sexual. “Minha esposa agradece… rs.”

Se para mim funcionou, acredito que para você também deva ter o mesmo resultado, não custa tentar!

Como o Macho Man Adulto é um produto 100% natural e muito bem aceito por muitos homens no Brasil, resolvi experimentar. E o melhor de tudo é que não tem contraindicações.

Atualmente estou utilizando o Libid Gel, outro produto que é fantástico!

O Libid Gel também é 100% natural e sem contraindicações.

Deixarei aqui, os links da página oficial dos dois produtos.

Leia também um outro artigo que falo sobre produtos 100% naturais – Guia Completo: Como Aumentar o Tamanho do Pênis.

Confira aqui: ARTIGO COMPLETO AQUI!

Conclusão

Controle sua ansiedade com relação ao tamanho do pênis.

Caso sinta algum dos sintomas relatados nesse artigo, não hesite em procurar ajuda médica.

A síndrome do pênis pequeno é um problema muito sério e deve ser tratado o mais rápido possível.

Não pense equivocadamente sobre o tamanho do pênis, isso pode levar a você acreditar que tem o pênis menor que de outras pessoas, mesmo que o seu pênis esteja dentro da média.

Comentar

Sobre o Autor

Olá, meu nome é Carlos Vieira, sou psicólogo especializado em terapia cognitivo-comportamental e ao longo dos anos, passei a me dedicar e especializar também nos estudos e comportamentos da mente masculina. Através desse Blog, estarei trazendo diversas informações sobre masculinidade, virilidade e assuntos pertinentes à saúde do homem.

error: Conteúdo Protegido!!